terça-feira, 19 de maio de 2020

Tudo isso vai passar...

Foto by Paulo Cheng 

Os ciclos da vida são recorrentes e inexoráveis, e as suas fases, igualmente cíclicas. Nada dura para sempre, tudo é volátil e efêmero. Mesmo as grandes dinastias, sim, elas ruíram e só são resquícios das reminiscências nas páginas da história. Os grandes reis e regentes, todos eles vivenciaram seus dias de glória, contudo, um dia foram suprimidos pelo rolo compressor da história; Nabucodonosor, que fez da Babilônia o reino mais poderoso da Terra, não viveu para ver o seu legado dividido pelos medos e os persas; o faraó Ramessés II, que elevou o Egito á maior nação do mundo em seu tempo, sucumbiu às 10 pragas lançadas pelo Todo Poderoso; o pequeno grande General Napoleão Bonaparte, terror de toda a Europa, ruiu ante a Batalha de Waterloo, por uma coligação liderada pelos ingleses. Enfim, tudo é efêmero, fugaz, temporário, e as tormentas e intempéries serão sucedidas por tempos de bonança e calmaria.


Tudo isso vai passar, e as flores continuarão a brotar, belas, melífluas e exuberantes, no qual servirão para embelezar os jardins, os canteiros, e levar cores e formosura às nossas almas.
Tudo isso vai passar, e os abraços voltarão a serem recíprocos, os sorrisos, mais largos, e os apertos de mão, mais inabaláveis.
Tudo isso vai passar, e os passeios serão mais prazerosos, as caminhadas, mais terapêuticas, e as brincadeiras conterão mais gozo e regalo.
Tudo isso vai passar, e os bons permanecerão a exalar bondade, os misericordiosos a emanar compaixão, e os esperançosos a disseminar expectação.


Tudo isso vai passar, e os maus perdurarão a emitir malevolência, os pérfidos a distribuir hipocrisia, e os abjetos a regurgitar abominações, contudo, o destino de tais será onde abunda fogo e enxofre.
Tudo isso vai passar, e as prioridades serão elencadas à primeiro plano, o essencial tornar-se-á primordial, e o crucial converter-se-á em bem de primeira grandeza.
Tudo isso vai passar, e o medo do futuro recrudescerá, o receio do porvir será mais apavorante, e a ânsia pelo amanhã será saturada de desassossegos.
Tudo isso vai passar, e a imaturidade transformar-se-á em sapiência, a infantilidade transmutar-se-á em razão, e a puerilidade evoluirá para a sabença.


Tudo isso vai passar, e as canções soarão mais melódicas, as poesias emitirão mais amor, e as leituras transmitirão mais eloquência.
Tudo isso vai passar, e as guerras só serão conteúdo nos livros de história, as pandemias como matéria nos currículos de medicina, e as barreiras étnicas e sociais uma utopia ultrapassada.
Tudo isso vai passar, e as reuniões familiares serão mais acaloradas, os encontros festivos, mais abrasivos, e as visitas aos amigos, mais afetuosas.
Tudo isso vai passar, os concertos musicais serão mais degustados, os filmes e comédias produzirão mais efusividades, e as artes suscitarão beleza e encantamento generalizados.


Tudo isso vai passar, e as viagens agregarão mais cultura, as expedições nos tornarão mais aventureiros, e as explorações nos imergirão nos mistérios abscônditos dos povos alheios.
Tudo isso vai passar, e a sede do saber continuará mais insaciável, a fome pelo conhecimento será inextinguível, e o anelo pela erudição será irrefreável.


Tudo isso vai passar, e o mundo continuará em seu estado de translação, as estações se sucederão ciclicamente, as intempéries baterão em nossas portas, as chuvas existenciais molharão as nossas roupas secas, não obstante, urge redimensionarmos as nossas prioridades, é premente um upgrade em nosso estado emocional, se faz inadiável absorvermos a dor do outro, e é improrrogável reconhecermos que, somos pó e cinza, e que devemos utilizar o pouco tempo que nos resta para exalarmos amor, temperança, sabedoria, justiça, e, acima de tudo, reconhecermos que, o Criador de todas as coisas tem as rédias do futuro da humanidade, e que, nenhuma folha seca cai de uma arvore sem o seu consentimento e ciência.



Paulo Cheng



Um comentário:

  1. Paulo, que linda leitura aqui! E tudo há de passar e tomara nós todos fiquemos melhores e tenhamos aprendido a ver o nosso real tamanho... FIca bem, te cuida! abraços,chica

    ResponderExcluir

Olá queridos, você está em meu site, o paulocheng.com, um espaço onde eu escrevo e posto minhas impressões, meus devaneios, minhas inspirações e sandices, desde já agradeço pelo acesso, lembrando que você não é obrigado a comentar, pois não há uma obrigatoriedade ou imposição, caso você não ache interessante ou esteja com preguiça, não tem problema, o que quero aqui é o prazer acima de qualquer coisa, e não obrigatoriedade, ok? Que Deus possa te abençoar em Cristo Jesus.